Palabras de Amauta

Sunday, May 18, 2008

A MINHA LÍNGUA QUERO NA TUA BOCA (DIA DAS LETRAS GALEGAS I)



A minha língua quero na tua boca
e nos teus lábios nos teus peitos
E no país inteiro do teu sexo
falar com o idioma que nos pertence
Procurar a humidade com a língua que nos une
para dar-lhe nome ao teu corpo
e repetir em cada rio em cada bosque
em cada outeiro da tua geografia
a promessa de quem ama sem palavras
Com o silêncio das estrelas, tam longinquo e singelo

De Igor Lugrís, do cartafol poético “A minha língua quero na tua boca”

Hai pouco días que chegou ao meu enderezo postal un pequeño cartafol poético de Igor Lugrís. “A miha lingua quero na tua boca” é un enxeño pop que ben merece circular polas ondas maxestosas da rede. Como ben di o devandito cartafol-brochura-poética:

Defende a cultura: copia todo o que queiras, todo o que poidas, todo o que saibas. Todo é de todos/as.

Amauta Castro
Girona, 15/05/08

amautacastro@hotmail.com

1 Comments:

At 2:59 PM, Blogger Amarantear said...

grazas!

 

Post a Comment

<< Home

Estadisticas y contadores web gratis
Estadisticas Gratis
Estadisticas Gratis